Posts Tagged ‘comida’

O melhor jeito de pedir uma pizza

Na próxima vez que você pedir uma pizza, não esqueça de usar um pouco mais de estilo:

P.S.: Principalmente se a atendente tiver voz de gatinha, o que não é o caso da voz no vídeo, mas enfim.

Fonte: indicado pelo Jabel Fontoura

Free Feijoada em Toronto

Existe uma expressão em inglês que diz “There is not free lunch” em tradução “Não existe almoço de graça”. O significado dessa frase faz referência ao fato de que não existe nada de graça, considerando que por mais que alguma coisa pareça ser grátis, sempre existe alguém que está arcando com os custos.

Fazendo ou não sentido pra você, especialmente sendo brasileiro, pois sempre comento com um amigo “Brazilian guys love things free! [Brasileiros adoram coisas de graça!]”, qualquer dia desses quando você estiver passando por Toronto no Canadá, saiba que é possível saborear uma típica feijoada brasileira, sem pagar nada, ao menos você não vai pagar.

Com a intenção de promover a cultura do Brasil e acolher o povo de terras tupiniquins com comida, bebida ao som de muita música, trazidas da cultura brasileira, o Mana Bar and Lounge promove todas as quintas-feiras, a Student´s Thursday, uma noite especial para os estudantes, como o nome descreve, quando a principal atração é a Feijoada grátis, servida a partir das 22 horas. A entrada no local também é franca e os únicos gastos são destinados a bebida. Contudo, a entrada é permitida apenas para maiores de 19 anos, perante apresentação de algum documento, como identidade ou passaporte.

Vale lembrar que o Mana é um dos night clubs em Toronto que seguidamente promove atrações envolvendo a cultura latino-americana, principalmente a brasileira. Portanto, é uma boa opção para os brasileiros que curtem uma balada e querem abrandar as saudades de casa.

Um biscoito de Taiwan

Uma das melhores experiências que fazer um intercâmbio no exterior pode trazer é a diversidade cultural. Não falo somente dos costumes e hábitos pelos quais é necessário a adaptação no momento da chegada em um país desconhecido, mas o fato de socializar com pessoas de diversas partes do mundo, principalmente na escola. Afinal, assim como eles tem curiosidade por saber como é a vida no seu país, aos poucos você também vai desenvolvendo a sede por tentar ao menos entender parte dos costumes alheios, saber como é a vida no país deles, e acima de tudo, qual é a opinião que eles expressam sobre a própria nação.

Desde que cheguei aqui, o almoço deixou de ser a principal refeição do meu dia. Pois, por volta das 8:30 da manhã, antes de sair pra escola, todos os dias tenho um café bastante reforçado; ovos mexidos, torradas e afins. Portanto, acabo muitas vezes não sentindo aquela fome extrema ao meio-dia, comendo apenas uma salada ou mesmo alguns biscoitos e salgados, até porque, eu sei que quando chegar na homestay a noite, geralmente temos um jantar completo; pratos clássicos como arroz, bife e feijão. Deve estar aí a resposta por ainda não ter sentido falta da tal “comida brasileira” pela qual tantos brasileiros suplicam por aqui.

Nos dias que carrego junto bolachas, antes do fim da última aula, por volta das 12 horas, pego uma ou duas bolachinhas pra ir comendo, oferecendo para os colegas também.

Na última semana segui a rotina descrita, oferecendo também pra uma menina de Taiwan. Ela olhou e comentou “Oh, cookie? [Ah, bolacha?]”, afirmei que eram bolachas e ela aceitou uma, agradecendo em seguida. No dia seguinte, mais uma vez a rotina entra em ação, ofereci pra todos, inclusive pra minha amiga taiwanesa e no momento que ela agradeceu disse “It´s for you! [Isso é pra você]” colocando na minha mão um pacotinho. Agradeci e quando fui ver era um biscoito.

Perguntei se ela havia trazido do país dela e afirmando ela respondeu “Oh, it´s from Taiwan! [Isso é de Taiwan!]”.

Boa parte do pessoal aqui troca moedas, provavelmente gostam de colecionar e alimentar seu acervo com peças de vários países do mundo. Além de já ter trocado algumas também, trocar biscoitos agora está na minha lista.

Busca