Conhecendo Toronto

Conforme falei na postagem anterior, ontem foi feriado aqui em Toronto. Minha host mother saiu comigo pra mostrar o caminho da universidade. Depois disso, aproveitei pra conhecer a cidade. Na verdade foi algo meio involuntário, pois acabei encontrando dois brasileiros no metro, eles também estavam sem rumo, nos juntamos e aproveitamos pra explorar o lugar. Afinal, tinhamos o dia todo pra fazer qualquer coisa.

Desembarcamos na Dundas Station, ficando próximo do que os canadenses chamam de Downtown. Esse lugar é como o centro da cidade, já ouvi falar algo referente a “área econômica” também. Saindo da estação, logo conseguimos chegar em um dois principais (ao menos ouvi falar também sobre isso) shoppings centers de Toronto, chamado Toronto Eaton Centre. Andamos por algumas lojas com o objetivo de conhecer o lugar.

Toronto Eaton Centre

Em seguida, saimos do shopping, finalmente chegando nas ruas de Downtown. Pra quem lembra dos filmes americanos, com ruas repletas de carros de luxo, pessoas andando por todos os lados e aqueles telões fixados na parte superior dos prédios, mostrando anúncios publicitários o tempo todo, tudo é realmente muito parecido. Começamos a andar, passando pela famosa Seatown e mais alguns monumentos da cidade. Acabamos entrando na Queen Station, a próxima estação de metro ao lado Sul, o que é chamado de Southbound. Existem vários restaurantes na entrada da estação, parecido com uma praça de alimentação. Eu não estava com muita fome, mas os novos amigos pareciam estar famintos. Um deles ficou “puto” por pagar $ 11 dólares por uma porção de comida japonesa que não conseguiu comer. A outra foi no Mcdonald’s (sendo mais recomendado para iniciantes) e eu fiquei no suco de laranja mesmo. Alias, falando em Mcdonald’s, tenho alguns comentários pra fazer sobre esses lugares aqui, talvez um tanto engraçados e estranhos, difente do que temos no Brasil, mas aguardem a próxima postagem.

Downtown

Depois de almoçar, saimos em busca de mais novidades. Perguntando pra um senhor, ele nos indicou a estação que deveriamos descer e depois qual ônibus nós deveriamos pegar pra chegar na praia. E lá fomos nós. Chegando por lá, nada de muito diferente, pois pra mim praia é tudo igual, contudo, com certeza é uma bela paisagem. A água estava muito azul, ao menos de longe, mas não conseguimos identificar se é uma praia natural ou artificial.

Voltando pra Downtown, fomos procurar uma loja de bebidas. Quem me conhece sabe que não bebo, e não é porque estou longe de casa que vou mudar meus conceitos. Era um dos brasileiros que estava querendo conhecer. A outra brasileira também não bebe, e queria ir ao supermercado comprar comida. Analisando, comida ainda é mais importante que bebida, e como ontem as lojas estavam fechando às 18 horas, fomos atrás de um supermarket.

Enfim, já eram quase 18 horas e eu queria voltar logo pra homestay, até porque, o pessoal costuma jantar cedo aqui. Mas se dependesse da luz do dia, poderia ficar até às 21 horas na rua que ainda encontraria luminosidade suficiente pra voltar, afinal, o verão em Toronto funciona assim.

Leave a Reply

Busca